sábado, 27 de janeiro de 2007

Pequena apresentação

The Soaked Lamb são uns blues feitos em casa, artesanais. O Miguel Lima, que toca bateria, lembrou-se de gravar um CD desses, feitos à mão como as rendas de bilros. Também se lembrou de tocar bateria, tambores e reco-reco, esse instrumento idiófono que funciona graças à fricção dum pauzinho sobre um bocado de bambu (no que concerne ao reco-reco, fomos incapazes de o deter a tempo e parece que aquilo ficou mesmo gravado). O Vasco Condessa ajuntou-se com o ébano e o marfim, preto no branco, e fez-se ouvir um piano. Que às vezes também é um órgão. O Luís Alvoeiro, que é designer nas horas vagas, trouxe o contrabaixo e as respectivas notas que dão o ar grave. A Mariana Lima, irmã de certo baterista já mencionado, canta. E escreve letras muito bonitas em pentâmetros jâmbicos. O Afonso Cruz toca guitarra, harmónica, cavaquinho e banjo. Escreve letras, compõe, descompõe e canta. Às vezes tem barba, outras bigode. O Tiago Albuquerque toca saxofone, clarinete, guitarra e, como se não bastasse, é cunhado dum certo contrabaixista já mencionado. Usa vários tipos de chapéus.
Aos domingos comia-se ensopado de borrego e gravavam-se uns blues ainda com o hálito a cravinho, cominhos e vinho. Facto que evidentemente se nota quando se ouvem as músicas com atenção. Foram consumidos vários litros de cerveja durante as gravações, mas isso não é desculpa para a soberba qualidade do CD (que aliás, ainda não foi distribuído).

2 comentários:

Vasco disse...

Foi este o tal texto que foi para a Fnac?

29 de janeiro de 2007 às 14:43
PJ disse...

lindo lindo, este texto está como as musicas, bastante divertido... e espectáculo em Aveiro é para quando??

Pedro Margaça

9 de maio de 2008 às 10:39